Radio Alvor 90.1 FM

Radio Alvor 90.1 FM, Radio Radio Alvor 90.1 FM ouvir rádios online grátis Radio Alvor 90.1 FM Portuga


Adicione ao seu site.

sempre diz que tudo se arranjará. As garotas só fazem o que elas querem. Eu me encarrego de tudo, limpar, cozinhar radio Não temos nenhum empregado, exceto pelo ajudante. Nós devemos fazer algo pra conseguir dinheiro para a familia e salvar nosso lar. Fico de coração partido ao ver essas paredes rachadas. Poeira, móveis quebrados radio Este conde pode ser a coisa mais importante que nos aconteceu em muito e muitos anos. E devemos fazer com que as meninas entendam radio o quão importante pode ser esse casamento. Por que nós faríamos isso? As flores com o perfume calculado, tendem a perder o seu perfume e murchar antes. Nesta casa radio Por mais inteligente e poético que seja, ninguém se dá conta disso. Eu queria que ela gostasse disso. Mas logo estará pronta. Esta é a casa dos Di Fiore? Gostaria de falar com o marquês ou com a marquesa. Querido, este é Anton Guinegg. Este é meu marido, o marquês Di Fiore. É uma grande honra conhecê-lo senhor. Procurarei ser claro. Devido a assuntos familiares, o conde deve regressar brevemente para seu país. Ele pertence a uma familia muito rica, dona de milhares de hectares de terra com muitos criados, quatro castelos. Mas vamos ao que interessa. O conde procura uma esposa italiana e deseja saber, se suas filhas são virgens e estão disponiveis pro casamento, porque nos informaram que suas filhas são muito bonitas. Sim, elas são muito bonitas, mas ainda são muito jovens. Minha avó não aprovava o casamento de jovens, dizia que era ruim para a pele. Não sei o que dizer. É uma grande honra para nós. Nossas filhas estão em idade de se casar. Gostariam de conhecer o conde. Onde ele está? Na hospedaria da cidade. Seu nome é Drácula. “Drácula”, você disse? Drácula. Um nome curioso, três sílabas. “Drácula”. Eu gosto desse nome. Bem, é tolice continuarem na hospedaria, quando temos tantos quartos aqui. Terei quartos preparados para vocês amanhã. Obrigado, vocês são muito gentis. Gostaria de pedir outro favor. O conde segue um regime vegetarino. Não se preocupe. O conde viaja com um caixão, seu tio faleceu há pouco tempo em Roma. E quer enterrá-lo no mausoléu de sua familia. Não se surpreendam ao vê-lo. Com licença, me permite sentar e oferecer uma bebida? Sou um estranho e estou de passagem, em busca de companhia. -Sente-se, por favor. -Obrigado. Posso oferecer um pouco de champanhe? Champanhe? Não, melhor vinho. -Garçonete! -Sim, senhor. -Traga-me vinho. -Sim, senhor. Que moça tão bonita. É sua filha? Sim. Paramos para uma bebida no caminho de casa. Entendo. Não conhecem, por acaso, a familia Di Fiore? A familia Di Fiore? Claro que conhecemos. -Pode me dizer algo sobre eles? -O que quer saber? Por que pergunta? Os conhece? Costumavamos fazer chorume lá, mas não nos pagavam. Neste caso radio Quem sabe vocês podem me ajudar? Nesse caso, talvez nos ofereça uma bebida? Será um prazer. Sente-se. -Garçonete! Onde ela está? -Obrigado. -Uma partida de baralho? -Não jogo. -De dados? -Não. Não quer jogar? Adoraria, mas não conheço nenhum jogo. Nem mesmo o “não faça o que eu faço”? Muito menos. Bom. Vou jogar com o Pino fique observando. Repare. Preparado? -Você viu? Eu ganhei. -Ridículo. -Esse é um jogo de criança! -Bem, então vamos jogar. Certo. -Pronto? -Sim. Lá vamos nós. Você me trapaceou! Trapaceou! Acabaram de atropelar a menina! Atropelaram a menina! Ela está sangrando! Como pode me deixar tanto tempo só nesta condição? -Por onde esteve? -Trago boas noticias. Os Di Fiore nos convidaram para ficar em sua casa, especialmente para lhe apresentar suas filhas. Iremos amanhã. Não tenho forças. Não estou em condições. Você viu o que me aconteceu antes. Mas olhe isso radio Ocorreu algo extraordinário. Estava na taberna obtendo algumas informações sobre os Di Fiore, quando alquém entrou gritando que uma menina estava sangrando. Não perdi tempo. Eu peguei um pedaço de pão e sai correndo. Abri espaço entre as pessoas e lá estava o corpo mutilado de uma menina. Fiz que estava desmaiando e cai em uma poça de sangue. Senti que o pão estava se encharcando de sangue. Me levantei, mas eu já tinha o que queria. Que idade tinha a garota? Me diz! Não tenho certeza mas, uns doze ou treze anos. Está bom? Está funcionando! Está funcionando! Ela era pura! Amanhã chegará um convidado. Espero que mostrem-lhe os devidos respeitos, exigido por um nome como o dele. Drácula. Conde Drácula! O nome mais perfeito na tabela hierárquica. Seu pai, minhas filhas, compreende a essência da forma. E conhece-se a fruta pela casca que a envolve. Há apreciadores de vinho e apreciadores de nomes. A mescla perfeita de Oriente e Ocidente. De realidade e fantasia radio Por medo de ser demasiado literário ou retórico, acrescento que parece algo saido do radio “Conde de Montecristo” ou de “Simbad, o marujo”. Sim, Drácula. Drácula. Um nome como esse deve ser sempre tombado radio Longe da luz radio Como um grande vinho. Agora eu vou lhes dizer como vocês devem se comportar com esse homem. Um cavalheiro radio Me atrevo a dizer: “envelhecido em um tonel”, de excelente estirpe. -Falarão da sua cultura. -Vamos direto ao ponto, querido! O representante do conde Drácula da Romênia, nos explicou suas intenções. Ele disse que o conde deseja tomar uma de vocês como esposa. Chega amanhã. E se hospedará conosco. Uma de nós deverá ir para a Romênia com ele? Sim. Assim espero. Quantos anos ele tem? Teria sido de mal gosto perguntar. É claro. Eu presumo Zaffira, que ele lhe escolha. Mas o coração humano é um mistério. Então todas vocês devem estar encantadoras, caso ele venha a preferir uma outra. Por vocês e pela familia, não devem desperdiçar essa oportunidade. Os romenos, se parecem a esse ciganos que vimos na primavera passada? -Tão brutos! -Eram Iugoslavos. Além do mais, o que se pode esperar de ciganos? Embora que às vezes, eles sejam muito bem educados. Os romenos são normalmente morenos e muito altos. Se não for gordo e nojento, talvez seja ideal para uma de vocês. Mas é claro que deve ser estranho, se não, não estava procurando uma esposa por aí. O servo me pareceu estranho. -Eu vi quando ele saiu. -Não quero ir sem Rubinia. Você vai ficar comigo pra sempre, não vai? De jeito nenhum. Eu partirei antes que o teto caia sobre minha cabeça. Conseguirei meu próprio príncipe. Você que fique com o conde romeno! E o que você vai fazer se ele for muito feio? Eu fugirei com Rubinia e você pode vir com a gente. Vamos para a cama. Não me importa com o que ele se pareça. Não deveríamos lhe contar que o conde Drácula esta vindo para casar com você? Sim e que voltaremos a ser ricos novamente? Sim, nós pegaremos o dinheiro, daremos festas, iremos fazer compras em Paris. Eu decidi levar Rubinia comigo. Mas não se preocupe, você não ficará sem nos ver. Porque temos um plano pra você. Nós te daremos um ótimo trabalho. Você será o mordomo do palácio de Drácula. Eu não preciso de um trabalho de mordomo, pois em breve não existirá nenhum mordomo. Mas claro que uma vez casada, nossa relação será de senhora e criado. Ou de mordomo. Aproveite, essa é sua última chance de ser os dois. Ou prefere praticar pra ser escravo? Você gostaria? Então é um aristocrata radio Ele está falido também?



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *