Radio Clube de Sintra 91.2 FM

Radio Clube de Sintra 91.2 FM, Radio Radio Clube de Sintra 91.2 FM ouvir rádios online grátis Radio Clube de Sintra 91.2 FM Portuga


Adicione ao seu site.

Se vamos nos aventurar aos locais mais longínquos do cosmo radio precisamos conhecer nosso endereço cósmico. E esta é a primeira linha desse endereço. TERRA Estamos deixando a Terra, o único lar que conhecemos radio rumo às regiões mais longínquas do cosmo. Nossa vizinha mais próxima, a Lua, não possui firmamento radio nem oceano, nem vida. Apenas cicatrizes de impactos cósmicos. Nossa estrela dá energia ao vento e às ondas radio e a toda a vida na superfície de nosso mundo. O Sol inclui todos os mundos do sistema solar radio em seu abraço gravitacional, começando por Mercúrio radio a Vênus, coberta de nuvens, onde um efeito estufa descontrolado radio transformou o planeta em uma espécie de inferno. Marte. Um mundo com tanta terra quanto a própria Terra. Um cinturão de asteroides rochosos circula o Sol entre as órbitas de Marte e Júpiter. Com quatro luas grandes e dezenas de luas menores radio é como se Júpiter possuísse seu próprio sistema solar. Ele tem mais massa que todos os outros planetas reunidos. A Grande Mancha Vermelha de Júpiter. Um anticiclone três vezes maior que nosso planeta radio e que está em atividade há séculos. A joia mais preciosa de nosso sistema solar, Saturno radio com anéis de incontáveis bolas de neve que rolam lentamente radio orbitando a sua volta. Cada bola de neve, uma pequena lua. Urano radio e Netuno. Os planetas mais distantes radio desconhecidos dos povos antigos, só descobertos após a invenção do telescópio. Além do planeta mais distante radio existe uma nuvem de milhares de mundos congelados. Plutão é um deles. De todas nossas naves espaciais radio esta foi a que viajou para mais longe de nosso planeta. Voyager . Ela leva uma mensagem para daqui a um bilhão de anos radio algo sobre quem éramos radio como nos sentíamos e a música que fazíamos. As águas mais profundas deste vasto oceano cósmico radio e seus inúmeros mundos estão à nossa frente. Visto daqui, o Sol talvez pareça apenas mais uma estrela. Mas ele ainda exerce atração gravitacional em trilhões de cometas congelados radio sobras da formação do sistema solar radio há quase cinco bilhões de anos. Chama-se Nuvem de Oort. Ninguém jamais a viu antes, nem poderia radio pois cada um desses pequenos mundos radio está tão longe de seu vizinho mais próximo quanto a Terra de Saturno. Esta enorme nuvem de cometas delimita o sistema solar radio que é a segunda linha de nosso endereço cósmico. TERRA SISTEMA SOLAR Só conseguimos detectar os planetas de outras estrelas há poucas décadas radio mas já sabemos que esses planetas são muitos. São mais numerosos que as estrelas. Quase todos eles serão muito diferentes da Terra radio e adversos à ideia de vida que conhecemos. Mas o que nós sabemos sobre a vida? Até agora só conhecemos um tipo de vida: a vida na Terra. Viu alguma coisa? Apenas espaço vazio, certo? Nossos olhos veem apenas uma fração da luz que brilha no cosmo. Mas a ciência nos permite ver aquilo que nossos sentidos não conseguem ver. A luz infravermelha é visível com óculos de visão noturna. Lance um sensor infravermelho através dessa escuridão. Um planeta errante. Um mundo sem sol. Há bilhões deles em nossa galáxia, vagando por uma noite sem fim. Eles são órfãos, separados de suas estrelas-mães radio durante o nascimento caótico de seus sistemas solares originais. Os planetas perdidos possuem núcleo de lava derretida, mas superfície congelada. Talvez existam oceanos de água em estado líquido radio nas zonas entre esses dois extremos. Quem sabe o que poderia nadar ali? É assim que a Via Láctea fica sob a luz infravermelha. Cada ponto, não apenas os mais brilhantes, é uma estrela. Quantas estrelas? Quantos mundos? Quantas formas de vida? SISTEMA SOLAR DA TERRA GALÁXIA VIA LÁCTEA Onde nos situamos nessa imagem? Veem o braço mais distante do centro? É ali que vivemos. Aproximadamente a mil anos-luz do centro. Galáxia Via Láctea é a próxima linga de nosso endereço cósmico. Agora estamos a cem mil anos-luz de casa. A luz, que é a coisa mais veloz que existe radio levaria cem mil anos da Terra até aqui. Esta é a grande espiral de Andrômeda. A galáxia vizinha. Nós chamamos nossas duas galáxias gigantes e uma variedade de outra menores radio de Grupo Local. TERRA SISTEMA SOLAR GALÁXIA VIA LÁCTEA GRUPO LOCAL Nem conseguimos encontrar nossa galáxia daqui. É apenas mais uma entre milhares no Superaglomerado de Virgem. SUPERAGLOMERADO DE VIRGEM Nesta escala, os objetos que vemos, inclusive todos os pequenos pontinhos radio são galáxias. Cada galáxia contém bilhões de sóis e inúmeros mundos. Ainda assim, o Superaglomerado de Virgem inteiro radio forma apenas uma parte mínima de nosso universo. Este é o cosmo na maior escala que conhecemos radio uma rede de centenas de bilhões de galáxias. É a última linha de nosso endereço cósmico. Por enquanto. UNIVERSO OBSERVÁVEL Universo observável? O que isso significa? Mesmo para nós, na nave de nossa imaginação radio existe um limite do que podemos ver no espaço-tempo. É nosso horizonte cósmico. Além desse horizonte existem regiões do universo que são distantes demais. Não houve tempo suficiente radio nos , bilhões de anos de história do universo radio para que as luzes dessas galáxias nos alcançassem. Muitos de nós suspeitam que tudo isso radio todos os mundos, estrelas, galáxias e aglomerados radio no universo que podemos observar radio não passam de uma pequena bolha no oceano infinito de outros universos. Um multiverso. Universos e mais universos. Mundos sem fim. Está se sentindo pequeno? No contexto do cosmo, somos pequenos. Talvez sejamos apenas seres minúsculos vivendo em um grão de pó radio flutuando em uma imensidão assustadora. Mas nós não pensamos em termos pequenos. Esta perspectiva cósmica é relativamente nova. Há apenas quatro séculos, nosso pequeno mundo não tinha conhecimento radio do resto do cosmo. Não havia telescópios. O universo era apenas o que podíamos ver a olho nu. Em , todo mundo sabia que o Sol, planetas e estrelas radio eram apenas luzes no céu que giravam ao redor da Terra radio e que nós éramos o centro de um pequeno universo. Um universo criado para nós. Havia apenas um único gomem no



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *