Rádio 730 AM

Rádio 730 AM ouvir rádios online grátis qualidade e transmissão ininterrupta. Portuga

Adicione ao seu site.

Sim! Não. A criança tem razão. Sim, tens razão. Mas a escola já está vendida. Não há nada que possa A não ser que possa Por favor, senhor embaixador. Sei que esta escola não significa muito para o governo do Uzbequistão ou para si. Eu não sou o embaixador. Eu sou a embaixatriz. Podem ficar com a escola. Miss Clavel? O teu olhar atravessou-me o coração. Vá, despacha-te. Não tenho tempo. Reúne toda a gente. Não te consegui falar à noite. Tu nunca mudas. ESTAÇÃO DE KANPUR Olhem todos bem para esta fotografia. Só a vão ver uma vez. Ele vem conhecer a tua cunhada, para casar. E vão ser, delicadamente enviados de volta. Sim, irmão. Esqueçam o casamento Para já, vamos recebê-los. Sim, irmão. O tio perde-se sempre à última hora. A bagagem está ali. Foi exatamente o que eu disse, que temos a bagagem. É melhor ficares ali de lado. Eu trato dela, vai procurar. Fica tu de lado. Desculpe Sim? CASA DE BANHO HOMENS Irmão Manu, que aconteceu? Quem te fez isto? Ladrões? Não, não sei. A família da rapariga? Família dela? Sim. Foram eles? Sim. Vocês aí! Para! Deixa. Como assim? Tens um olho negro. Não faz mal. Cunhado! Chegou o cunhado! Chegou o cunhado! Chegou o cunhado! Estás maluco? Vai-te vestir. O cunhado chegou. Entre Sr. Sharma, as chamuças ficam boas se feitas em óleo refinado. Coma, faça favor. Já agora, cunhada, vocês são uns sortudos. O vosso filho vive em Londres, mas ainda dá ouvidos aos pais. E quer casar com uma rapariga indiana. O que estás a fazer? Deixe estar, mãe. Toma, prova. Prova isto. Tira pelo menos um. Vai ser divertido, não vai? Sim, vai. Ela ganhou a medalha de ouro. Não Prova. Come tu. É doce. Mais logo. Está bem. Aquece-a! As chávenas, veja. Não quero comer. O Manu não estava pronto para casar. Acabou por aceitar depois de o persuadirmos. Ele disse: “Isto também é trabalho, tenho de o acabar.” Tem sentido de humor. As raparigas de lá não têm esses valores. Não é verdade, irmã? A Tanu é simplesmente única. Estou a ver Sabe tudo da casa. Estou a ver Toda a comida que veem foi feita pela Tanu. Ela estudou em Deli, mas tem os valores de Uttar Pradesh. Deixa-me ler-te a palma da mão. Toma, é maçã de Himachal. As tuas linhas são fantásticas. Queres ver a nossa dança? Aprendemos na televisão. Está bem. Ela tirou um curso da dança da serpente. Neetu, serve isto. Estava a dizer para nos apresentarem a rapariga. Já lá vai muito tempo. Deixe o Manu comer, e logo vê. Mas Como lhe dizia, Sr. Sharma, se Deus quiser, as crianças vão gostar uma da outra e partimos esta noite para Vaishno Devi. A sério? Temos uns bilhetes. Um colega do meu escritório ficou de vir com a família, mas partiu uma mão, por isso não pode vir. Talvez a deusa não o tenha chamado. Sendo assim, vamos ao templo da deusa e completamos os nossos rituais. Eu não tenho Enfim, é boa ideia, certo? E depois podemos seguir logo para Deli. É boa ideia, não? Por acaso a Tanu não se sente bem desde ontem. Por isso é que não desce. Se o Manu pudesse subir, os dois podiam ver-se. Então vamos subir. O que vamos nós lá fazer? Eles são jovens sensatos.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *