Rádio Vitoriosa

Rádio Vitoriosa ouvir rádios online grátis qualidade e transmissão ininterrupta. Portuga

Adicione ao seu site.

Não seria horrível ser cego? Conheço um homem que era cego. Com quase anos, fez uma cirurgia… e recuperou a visão. E como foi? Primeiro, foi o êxtase. Uma loucura. Rostos… cores… paisagens. Mas depois, tudo começou a mudar. O mundo era muito mais pobre do que tinha imaginado. Ninguém lhe tinha contado quanta porcaria havia nele. Quanta… fealdade. Ele via fealdade em todo o lado. Quando era cego… costumava atravessar a rua sozinho com uma bengala. Depois de recuperar a visão… passou a sentir medo. Começou a viver na escuridão. Nunca saía do quarto. Passados três anos, matou-se. Que diabos está a fazer aqui? É melhor ir-se embora. Está bem. Este é o David Robertson? Reconhece-o? Assim é como paga o rei aos que lutamos contra os franceses. Como você e como eu, Lutos. Assim é como pagam… Não abra a sua boca se não quer terminar como eles. O que fazemos? Você tem que decidir, Lutos. Marcharemos para o sul. Tudo menos estar aqui para nos caçarem como coelhos. Antonio, vá render o Tuerto. Nenhum problema. Mas primeiro vou tirar um cochilo. Quieto, não se mova! Não passe daí! O que te traz por aqui? El Lero está com vocês? Sotillo. Quem é El Lero? Você deve saber melhor do que eu. Um bandoleiro. E você? Quem é você? Vem sozinho. José María Hinojosa Rodríguez. Um amigo me disse que te perguntasse por El Lero, em seu nome. Necessito falar com ele. Você está fugindo? Isso é coisa minha. Responda, o que aconteceu? Matei um homem. Por quê? E onde? Por uma mulher, na festa de Jauja. Que santo celebram em Jauja? São Miguel. Quem é o dono de lá? Don Anselmo del Pozo. Administrador da familia Medina, que vive em Córdoba. O que fazia em Jauja? Trabalhava no vinhedo? Em Jauja só há azinheiras e castanhas. O terreno do vinhedo fica mais acima, perto das montanhas, muito longe da aldeia. Quieto! # Ao pé de uma árvore sem fruto. Cavalo! # Me pus a considerar # que poucos amigos tem # que poucos amigos tem # o que não tem o que dar. # Ao pé de uma árvore sem fruto # me pus a considerar. Queria saber onde nos vai levar agora.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *