Radio Linear 104.6 FM Vila do Conde

Radio Linear 104.6 FM Vila do Conde, Radio Radio Linear 104.6 FM Vila do Conde ouvir rádios online grátis Radio Linear 104.6 FM Vila do Conde Portuga

Adicione ao seu site.

não há mais nada entre nós. Você é culpada de tudo. Tira-me o trabalho e o homem que amo. Desgraçada. Pegue seu dinheiro e não volte. Por favor Martha, tome um pouco de ar. Deixe-me, não quero ir com ninguém. Vamos. Não quero ir com ninguém. E se for é com quem eu quiser. Com o mais desgraçado de todos vocês. Irá com quem quiser senhorita. Leve-a por favor. Leve-a ou a levo eu. A senhorita ninguém leva. Por favor! Rubén. Já disse que não se diz croque. Nem recordar. Se diz acredito e despertar. Da fruta? Qual fruta? Quem me trouxe aqui? Em que casa estou? Na minha que é sua. Quem é você? Sou um homem que não pode vê-la. Me dói a cabeça. Cale-se. Traga um analgésico e um copo de água. Quase não lembro de nada. Devo ter dito muitas coisas. Cále-se. Porque esse sou eu. Não me julgue. Ontem foi a primeira vez que bebi na minha vida. Nós os cegos. Refletimos muito antes de julgarmos alguém. Foi conseqüência de uma decepção. Faz pouco tempo que estou em Vera Cruz. Sou órfã de pai e mãe. Um companheiro do orfanato. Trouxe-me prometendo casar-se comigo. Mas um dia me abandonou. E voltou para o México. Ontem soube que se casou. Com uma da sociedade. Talvez eu não seja ninguém para você. Se em algo puder te ajudar. Ontem foi contratada para dançar, lembra? Disseram que dança melhor que a outra. Não sabia o que fazia. Bebi muito. De hoje em diante prometo te pagar com muito carinho. Sua bondade comigo. Trabalharemos juntos, não é? Assim parece. Precisa se arrumar, comer algo. Sente-se melhor? Sim, obrigada. Traga o espelho, para a senhorita. Temos que sair pois não temos outro quarto. Um cego e um menino não precisam. Vou trazer comida. Não vá, por favor. Poderia ficar aqui. Todo o tempo que quiser. Está em sua casa. Até encontrar um lugar melhor. Vou sair essa noite de Vera Cruz. Estarei fora algum tempo. Está bem Luciano. Boa viagem e muita sorte. Está falando com ele. Esse que fica em volta dela. Depois vou no camarim dela. Entra Rubén. Venho te cumprimentar. O sucesso foi fantástico. Nasceu para ser uma grande artista. Anima-me muito. Quando danço lembro das coisas que me diz. E sinto como que suas palavras me ajudam. Queria poder ser mais util. Vai jantar com seu amigo? Não! Vai sair de Vera Cruz. Trouxeram muitas flores. Estão bonitas. Tudo isso é mais do que você merece. Foi tão bom comigo. As flores que mais gosto são as violetas que me dá todos os dias. O que foi? O que você tem? O que aconteceu? Margarito, Margarito. Aconteceu algo com Martha. Diga-me o que você tem? Sinto-me muito mal. Sufoco-me. Leve-me para sua casa. O que ela tem doutor? Um envenenamento. Descanse. Está muito mal? Se salvará? Se for bem cuidada. E repousar. Estará bem em semanas. Cuidaremos dela dia e noite se for preciso. Vai melhorar. Sério? Virei mais tarde. Obrigado. Meio quilo de bananas. O que deseja? Quero ver camisas para meninos. Para qual idade? anos. Já mostro, deixa ver com minha sósia para ver se temos. Sabe quem é? Parece de fora. É a bailarina do cabaré Branco e Preto. A que está com Sr. Rubén? Essa mesma. Meu Deus, essas mulheres de agora. Usar um cego, se visse não passaria por isso. Se olhasse para uma de nós. Somos mulheres para fazer feliz um homem. Disseram que não dorme por causa dela. Vivendo as suas custas. Vivendo as suas custas e sabe Deus o que mais. Uma dançarina é capaz de tudo. De tudo e muito mais. Não prestam. Pediu calças, que ironia. Calças fariam falta para acabar com elas. Como quer que Sr. Rubén tenha calças. Senhoritas. Veja. Não quero comprar nada. Ou ao menos que queiram me comprar. Comprar você? Vejo que minha vida lhe interessa. Para que conheça pela primeira vez. A uma mulher decente. Deixo isso aqui. Para que compre um noivo. Ou o que puderem Pois precisam. Deus te ouça Devolva minhas moedas, Margarito. Que moedas, Sr. Rubén? A que me tirou do meu bolso ontem. Precisa acabar com esses maus hábitos. Martha não deve demorar. Quer que ela saiba que é um menino sem vergonha? Não. Ainda mais que te ama. Nós a amamos. Certo, temos carinho por ela. Isso porque não pode vê-la. Se a visse. Não posso vê-la. Mas imagino. Onde ela está sente-se algo bom. Algo que faz sonhar. Seu riso é como sinos tocando. Deve ter olhos profundos. Grandes. Cheios de luz, não é? Cheios de luz como se tivesse dentro muitas velas. Fale-me dela, Margarito. Diga-me como ela é. Ora, Sr. Rubén, como deveria ser? Tem um cabelo bonito. Se não cortasse chegaria aos pés. Os olhos você adivinhou. Brilham como ri. A boca pequena. Lábios carnudos. Dentes brancos. Sempre com os ombros de fora. Pernas bonitas. Quando dança. Não pedi tantos detalhes. Pode ir. Ninguém me ajuda desde que ficou doente. Não quer que pergunte nada. A doença de Martha me deixou nervoso. Não sei onde estou com a cabeça. Como foi bom comigo. Espero um dia poder ser util. Não nasceu para servir ninguém. Mas alegria dos que estão a sua volta. E para vencer. Não deve pensar nisso. Se recuperar e descansar. Logo estará bem. E voltarei a ouvir seu riso. Essa alegria contagiosa. Essa noite quero te fazer uma surpresa. Algo que escrevi especialmente para você. Essa musica é uma prova do carinho que nasce.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *