Super Rádio Marajoara 1330 AM

Super Rádio Marajoara ouvir rádios online grátis qualidade e transmissão ininterrupta. Portuga

Adicione ao seu site.

O crime ainda não foi descartado. Nada mal. As autoridades estão a pedir o apoio das pessoas nos diversos departamentos. Agora, o desporto. Como pôde ela fugir? Achas que ela está bem? A culpa é minha. Devia tê-la impedido. Fizeste a coisa certa, Aggie. Eu também o teria feito. Sinto tanto a falta da Madeline. Sinto mesmo. Onde é que ela está? Onde está o teu irmão? Não sei. Posso fazer de tudo. Posso fazer de tudo. Pepito, acorda. Deixaram-nos aqui com as facas do circo. Que idiotas! Está bem, aos três? Um, dois, três. Está bem, vai. Conseguiste? Está bem. Mexe-te. Estás a melhorar. Mexe-te. Agora! Obrigado. Despacha-te, estão a ir embora. Mas ainda estamos presos aqui. Olha! Já sei. E? E é uma mota. E tu sabes andar de mota. Esta é a nossa saída. Mas eu ando de Vespa. Não tem mudanças. É uma mota. Não sei andar nisso. Sim, sabes, Pepito. Tu consegues. Olha, tecnicamente, nem posso sair do meu jardim. Está bem. Dá-me o teu clipe de cabelo. Idiotas! Para o camião agora. Desculpa. Espera. Sim, conseguimos! Sim! Onde estás, Polegarzinha? Não, olha! Ali! Espera. Eu conduzo. Sai! Vou vomitar. Vamos, Pepito. Estou a ir. Agarra-te, Madeline! Mais rápido! Queres ser tu a conduzir? Quem é aquela? Boa! É a Miss Clavel. Quem é a Miss Clavel? Uma freira. Uma freira? Uma freira? Agarra-te, Geneviève. Não mates a freira. Esquece a freira. Não mates os idiotas! Não! Sim! Sim, conseguimos! Apanhamos-te! Larga-me, seu idiota! Pierre. O meu nome é Pierre. Olha para eles! Miss Clavel. Calma. Estão bem? Pepito Pepito Mamã! Mamã! Senhor embaixador. Agora não. Mamã, conduzi uma mota. De verdade! A sério? Sim. Pepito. Papá. Nunca mais te deixaremos. Nunca mais. Ela está aqui! A Madeline voltou. Estava tão preocupada. Tive saudades tuas. E eu ainda mais. Grande carro. Pensei que tinhas morrido. Obrigada, Vicki. Super. Hoje vou fazer um belo jantar vegetariano. Eu quero Galinha Hélène. Não. Miss Clavel. Lord Covington, por favor. Vamos ter uma celebração. Sim, de facto. Meninas. O embaixador do Uzbequistão concordou em comprar a escola. Muito bem. Tal e qual as fotografias. Resumidamente, a bandeira do Uzbequistão esvoaçará no telhado. Lamento muito. A casa tem sido usada como escola de meninas há décadas. Sim, você disse. Desculpe. Lindo retrato. Sim, é da minha falecida esposa. Foi pintado pouco depois de voltarmos de Veneza. É muito bonito. Gosto muito dele. Marie Gilbert. Sei porque está a fazer isto. O quê? É porque está sozinho, não é? Por favor, menina, não metas o nariz. Deve tê-la amado muito. Ela era a sua família toda, não era? Miss Clavel. Pensei que era mau, Lord Covington, mas não é. Agora percebo. Percebes? Como podes perceber? És apenas uma criança. A minha esposa, Marie e eu Isto é muito inapropriado. Por favor, saiam. Eu também perdi a minha família. Há muito tempo. Mas não se foram mesmo, pois não? Ela não se foi, pois não? Ela morreu. Foi-se. Não. Ela está consigo. E está na escola também. Por favor, Lord Covington. Ela não ia querer que a vendesse. Madeline. Minha querida. Aconteça o que acontecer, certificar-me-ei de que ficamos juntas. Não, MIss Clavel.



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *